#Glorinha.Lima♥

Tinha algo naquelas palavras que as tornavam mais doces, dignas de serem cravadas no meu coração e registradas na minha memória. Elas deveriam ter sido ditas antes, no momento oportuno, no momento em que eu as precisava. Pena que foram externadas tarde demais. Agora o que me resta é lembrar de cada letra, de cada entonação da voz de quem as pronunciou, de cada sentimento embutido nelas, na ordem que cada uma foi confessada. Quem sabe assim ela não recupere o tempo perdido.

Mulheres que amam de menos…


Eu quero dar meu depoimento. Creio ter um problema. Se mulheres que amam demais são aquelas que sufocam seus parceiros, que não confiam neles, que investigam cada passo que eles dão e que não conseguem pensar em mais nada a não ser em fantasiosas traições, então eu preciso admitir: sou uma mulher que ama de menos. Eu nunca abri a caixa de mensagens do celular do meu namorado. Eu nunca abri um papel que estivesse em sua carteira. Eu nunca fico irritada se uma colega de trabalho telefona pra ele. Eu não escuto a conversa dele na extensão. Eu não me importo quando ele acha outra mulher bonita, desde que ela seja realmente bonita. Se não for, é porque ele tem mau gosto. Eu não me sinto insegura se ele não me faz declarações de amor a toda hora. Eu não azucrino a vida dele. Segundo o que tenho visto por aí, meu diagnóstico é lamentável: eu o amo pouco. Será? Obsessão e descontrole são doenças sérias e merecem respeito e tratamento, mas batizar isso de “amar demais” é uma romantização e um desserviço às mulheres e aos homens. Fica implícito que amar tem medida, que amar tem limite, quando na verdade amar nunca é demais. O que existe são mulheres e homens que têm baixa auto-estima, que tem níveis exagerados de insegurança e que não sabem a diferença entre amor e possessão. E tem aqueles que são apenas ciumentos e desconfiados, tornando-se chatos demais. Mas se todo mundo concorda que uma patologia pode ser batizada de “amor demais”, então eu vou fundar As Mulheres que Amam De Menos, porque, pelo visto, quem é calma, quem não invade a privacidade do outro e quem confia na pessoa que escolheu pra viver também está doente. /Martha Medeiros.

Acho que pela primeira vez, não tou pedindo nada..

A parábola das bodas
”Então Jesus, tomando a palavra, tornou a falar-lhes em parábolas, dizendo:
O reino dos céus é semelhante a um certo rei que celebrou as bodas de seu filho;
E enviou os seus servos a chamar os convidados para as bodas, e estes não quiseram vir.
Depois, enviou outros servos, dizendo: Dizei aos convidados: Eis que tenho o meu jantar preparado, os meus bois e cevados já mortos, e tudo já pronto; vinde às bodas.
Eles, porém, não fazendo caso, foram, um para o seu campo, outro para o seu negócio;
E os outros, apoderando-se dos servos, os ultrajaram e mataram.
E o rei, tendo notícia disto, encolerizou-se e, enviando os seus exércitos, destruiu aqueles homicidas, e incendiou a sua cidade.
Então diz aos servos: As bodas, na verdade, estão preparadas, mas os convidados não eram dignos.
Ide, pois, às saídas dos caminhos, e convidai para as bodas a todos os que encontrardes.
E os servos, saindo pelos caminhos, ajuntaram todos quantos encontraram, tanto maus como bons; e a festa nupcial foi cheia de convidados.
E o rei, entrando para ver os convidados, viu ali um homem que não estava trajado com veste de núpcias.
E disse-lhe: Amigo, como entraste aqui, não tendo veste nupcial? E ele emudeceu.
Disse, então, o rei aos servos: Amarrai-o de pés e mãos, levai-o, e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.
Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.” (Mateus 22:1-14)
Muitos, que fazem parte da presente manifestação do reino dos céus aqui na terra, não estarão trajados com a veste nupcial e portanto não farão parte dos escolhidos. A veste nupcial simboliza a condição de se estar preparado. Cristo alude (INVOCA) ao homem que estava sem vestes nupciais, para levar-nos a um auto exame e perguntar-nos: ”Senhor, sou eu?”. A chamada para a Salvação é feita a muitos. Os poucos escolhidos para herdar o reino dos céus são os que atendem à chamada de Deus; que se arrependem dos seus pecados e que crêem em Cristo. Acolher a graça de Deus mediante o livre exercício da nossa vontade faz com que nos tornemos parte do povo escolhido de Deus.
21 PERGUNTAS PARA UM POSSÍVEL PRETENDENTE

Um pai em minha congregação me perguntou que tipo de perguntas um pai deve fazer a um jovem que deseje cortejar sua filha. Uma coisa é afirmar que os pais devem ser ativos na proteção de suas filhas, mas outra bem diferente é descobrir que tipo de questões específicas é adequado se fazer. Na posição de pai de duas jovens, agora casadas com segurança, e como um pastor que frequentemente dá conselhos aos jovens antes mesmo que anunciem seus interesses e intenções, compilei esta lista que, embora não seja definitiva, deve servir como uma lista de ideias para se começar:

1. Fale-me sobre sua formação espiritual. Como você foi educado na igreja? Em que ponto sua experiência espiritual se tornou real para você? Alguma vez você teve um período de rebelião espiritual?

2. Qual foi a última vez em que você leu a Bíblia inteira ou pelo menos o Novo Testamento?

3. Você frequenta os cultos todos os domingos?

4. Descreva o casamento dos seus pais para mim. Quais as lições de valor que você aprendeu dos seus pais? [Em caso de divórcio ou outros problemas conjugais graves] O que você aprendeu desses problemas? O que você aprendeu a não fazer? [Em casos em que o pai injustiçava a mãe] O que você fazia para ajudar e encorajar sua mãe?

5. Como é o seu relacionamento com o seu pai? E com a sua mãe?

6. Se eu tivesse como ouvir uma conversa do dia-a-dia entre você e a sua mãe, você concordaria que esse seria exatamente o modo como você irá tratar minha filha daqui a dez anos? Se sim, por quê? Se não, por quê?

7. Quantos irmãos e irmãs você tem? Como você se relaciona com eles?

8. Que tipo de trabalhador você é?

9. Quantos trabalhos você já teve em sua vida inteira, e o que os seus chefes pensavam sobre você? Eles lamentaram você ter de sair ou agradeceram por você ter ido embora?

10. O que você crê que Deus está lhe chamando a fazer como vocação? Daqui a dez anos, o que você acredita que estará fazendo?

11. Que passos você está seguindo para alcançar esse objetivo?

12. Qual foi a sua média na faculdade? Como assim?

13. Quanto dinheiro você conseguiu no ano passado? Você paga suas contas em dia? Você tem alguma dívida acumulada?

14. Por favor, descreva a natureza de suas dívidas (empréstimos para pagar os estudos, carro, casa, cartões de crédito, ou gastos com sites pornôs).

15. Falando em sites pornôs, você tem algum problema com pornografia?

16. Se tiver, por favor, descreva a natureza e a extensão do problema. [É importante aqui que os pais distingam entre as lutas constantes que um jovem normal provavelmente enfrenta, e o tipo de comportamento obsessivo que indica problemas muito mais profundos, como o desprezo pelas mulheres, ou uma viciosa falta de autocontrole. O casamento deverá corrigir o primeiro tipo de problema “normal”, mas irá apenas exacerbar o segundo tipo de problema patológico].

17. Há algo em sua história sexual que eu precise saber? Um casamento arruinado? Ter vivido com uma garota dois anos antes de se tornar cristão? Viver com uma garota seis meses antes de se tornar cristão? Ter engravidado três garotas no colégio?

18. Você já participou, mesmo que apenas para experimentar ou por qualquer outro motivo, em qualquer perversão sexual? Homossexualismo? Molestar uma criança? Fazer sexo com animais?

19. Você já teve algum tipo de problema com a justiça?

20. Descreva minha filha para mim. Como você acha que ela é?

21. O que você acha mais atrativo nela? Você realmente acha que ela seria uma benção para você? Por que você acha que seria uma benção para ela?

- Douglas Wilson
Quando algo for de Deus, primeiramente você observa tudo, inclusive os detalhes. Tudo é certo, começa a brotar uma fé e a certeza em seu coração, é a confirmação de Deus surgindo. Você consegue separar sua fé do seu coração (sentimentos) e consegue discernir que a voz que fala no profundo de seu coração não é seus sentimentos, e sim Deus.

Você olha para o futuro e vê que será bom e maravilhoso. Todos à sua volta apoiam e não há contradições. Tudo ocorre perfeitamente bem, é incrível! Ele é exatamente como você pediu a Deus. Você não sente ansiedade, não tem pressa. Não há dúvida alguma de que Deus está no controle. Seu coração descansa na certeza de que você está sim preparada. Esta é a vontade de Deus: Boa, agradável e perfeita!

“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2